Do Autor


09 novembro 2011

Tarde de Novembro


Tarde de chuva
Lágrimas do ser
Triste com alegria do céu
Chuva nos lábios
No sorriso
Tarde de Novembro 
Molha-me tua

Molha-me tua
Tarde de Novembro 
No sorriso
 Chuva nos lábios
Triste com alegria do céu
 Lágrimas do ser
Tarde de chuva



6 comentários:

MUSABABI ana bárbara santo antónio disse...

Muito do tempo em choro de sentidos no prumo inquieto das coordenadas do sentir... é tarde para chorar nos lábios risos de alegria húmida em poesia... os versos de Novembro triste...

J.F.S. disse...

Bebo as tuas frases e fico assim com elas a bailarem sem rumo

J.F.S. disse...

A tua glória, o teu rumo, o teu talento, a tua bondade. Não tenho tanto de ti a não ser o brilho do nosso olhar a não ser o nosso coração que dança por vezes na escuridão sem rumo, por fim encontrando a luz ardente da vida que nos salta nas veias, a não ser isso ...

MUSABABI ana bárbara santo antónio disse...

Doce... doce a poesia dos teus dias que por vezes têm o mesmo olhar... o mesmo dique prestes a rebentar de sentidos onde escritas as palavras são ondas gigantes de sentimentos feitos do pensar húmido e salgado que a ser mar em nós... somente POESIA...

Feliz aniversário escrevinhador de tanto sentir...

beijo poético

ana barbara

J.F.S. disse...

Realmente és unica, e eu? Fico feliz por o seres!
Sim, um beijo desses teus

MUSABABI ana bárbara santo antónio disse...

Traz dessa tua felicidade após silente sentir no silêncio dos beijos com lábios sorridentes... porque hoje o dia é teu... deixa húmido brilho de poesia...

http://muraldosescritores.ning.com/profiles/blogs/importas-me

Grata pelo teu sentir