Do Autor


20 agosto 2013

Pássaro Azul


Brincando no ar pássaro azul
Pintando o branco das nuvens e o céu 
Tomara que assim eu brincasse

Truz ... abrindo as asas lá vou 
Num voo implacável 
Me apanha ninguém
Se me apanha num voo a dois seria

Zig zag ... alto e baixo cruzando
Até aterrar espontâneo no topo do mundo
Algures

2 comentários:

MARIA JOSE Rezende disse...

Lindo blog. Lindos poemas. Aqui há muita sensibilidade. Grande abraço.

DaSilvaJF disse...

E eu agradeço sua atenção, abraço de volta Maria José