Do Autor


28 novembro 2012

Desde sempre

É uma espécie de criatividade
Desde sempre aqui à solta
Infinita sem saber onde acaba ou começa
Tem nome ou forma não
Invisível por vezes cor tem

Com os olhos às vezes cansados
Mesmo fechados
No silêncio

Poets of the Fall (by Pajunem)



Com o silêncio vem a paz
com a paz vem a liberdade
com a liberdade vem o silêncio
(Poets of the Fall)













3 comentários:

Sa(ha)ra disse...

Lindo! mesmo que no silêncio


Bem vindo...

J.F.S. disse...

Obr Sara, foi com muito prazer

VerboSentir disse...

O homem mergulha na multidão para afogar o grito do seu próprio silêncio (Rabindranath Tagore)

Beijinho João