Do Autor


21 maio 2011

No fumo da lamparina

SENTADO NO SILÊNCIO DA LUA
A DANÇa chegou até mim
VI o TEU CORPO envolvido
no fumo Da velha lamparina
nA LENTIDÃO DA NOITE
JUNTEI-ME AO FUMO À DANÇA
à tua loucura 
MEUS OLHOS FECHARAM
E COMO TODAS AS NOITES
adormeci em ti













3 comentários:

Sa(ha)ra disse...

Os sentidos dançam...e com eles o canto das entranhas...

Beijo-te
S

Purinha disse...

Boa tarde, Francisco! "adormeci em ti"..Um rio leito. Gostei.

Beijo

J.F.S. - João Francisco da Silva disse...

Tenho o privilégio do vosso carinho, um beijo terno deixo aqui.